zurück

In Kanada meistert Aiguisatek die Corona-Krise mit VOLLMER 2021-06-15

Para a visão geral

Durante a pandemia de COVID-19, o fabricante canadense de ferramentas Aiguisatek usufrui da perícia do especialista em afiação suábio VOLLMER: graças à máquina de afiação CHD 270, com a automatização ND 250, a Aiguisatek conseguiu manter a fabricação de suas serras circulares com inserto de metal duro, de modo totalmente automático e ininterrupto. Esta empresa fundada em 1986 confia na tecnologia de afiação do construtor de máquinas de Biberach desde o início. 

 

"No auge das restrições provocadas pela pandemia de COVID-19, nosso negócio decresceu 30 por cento", afirma Lisa Goulet, proprietária e diretora da Aiguisatek, fabricante canadense de ferramentas. "Como nossa equipe teve de ficar em casa, tivemos de enfrentar o desafio de lidar a dois com o nível de produção mais baixo – e superamos perfeitamente, graças à produção automatizada com a tecnologia de afiação da VOLLMER." 

Com a produção totalmente automática, a quantidade produzida de peças triplica
Além de Lisa Goulet, apenas Jonathan Riberdy, também sócio e diretor, podiam entrar no galpão de produção da Aiguisatek, com uma área de 14.000 metros quadrados. Os restantes 13 colaboradores desta empresa sedeada em Delson, na província canadense do Quebec, tiveram de ficar em casa devido às normas regionais de enfrentamento da pandemia. Com uma afiadora CHD 270 da VOLLMER, em conjunto com a automatização ND 250 integrada, foi possível realizar uma fabricação e usinagem totalmente automáticas e ininterruptas das serras circulares com inserto de metal duro. Os carros de carregamento do sistema de robô ND 250 podem receber até 450 serras circulares com uma carga máxima de 1,5 tonelada. A dupla composta pela CHD 270 e o ND 250, que a Aiguisatek recebeu em 2019, apresenta, entretanto, o mesmo rendimento diário de dois trabalhadores que operam diariamente, ao longo de dez horas e com sete máquinas manuais paralelamente. Assim, este fabricante de ferramentas conseguiu quase triplicar a quantidade de serras circulares usinadas – saindo de 350 para as atuais 1.000 serras circulares produzidas por semana.

Qualidade superior e cota dupla ao reafiar
Além disso, com a CHD 270, as serras circulares da Aiguisatek alcançaram maior qualidade. Um dos elementos decisivos para isso foi a palpação automática das lâminas de serra, que garante uma afiação uniforme em processos repetitivos. A elaboração de relatórios de ensaio permite aos clientes rastrear o ciclo de vida das serras circulares com insertos de metal duro, desde a produção até à última reafiação. Como a máquina da VOLLMER permite afiar cada aresta de corte com uma remoção abrasiva mínima, a Aiguisatek consegue reafiar suas serras circulares até 25 vezes – em média, isto corresponde ao dobro da concorrência. 

A Aiguisatek confia na VOLLMER há 35 anos
Desde a fundação da empresa, em 1986, por Mario Dion e Conrad Goulet, pai e avô de Lisa Goulet e Jonathan Riberdy respectivamente, que a Aiguisatek confia no Know-How em afiação da casa VOLLMER. A primeira afiadora Akemat continua sendo usada todos os dias. Estávamos em 2013, quando uma nova máquina de afiação CP 200 da VOLLMER saiu de Biberach para a pequena cidade canadense de Delson.

"Então, a procura de lâminas de serras de incisão aumentou bastante, a usinagem manual de cada lâmina com a Akemat chegava a demorar 15 minutos", recorda Jonathan Riberdy. "Com a compra da CP 200, conseguimos não só diminuir o tempo de produção para menos de quatro minutos, como também aumentamos a qualidade da reafiação e pudemos produzir serras circulares com geometrias mais complexas." 

A Aiguisatek tem um crescimento anual aproximado de 25 por cento 
Com as serras circulares Aiguisatek, os clientes cortam diversos materiais, como madeira, metal e materiais compostos. Cerca de 90 por cento dos clientes regulares provêm da indústria de processamento de madeiras – entre eles, fabricantes de móveis e caixilhos de janelas, bem como empresas do setor da construção. Além das serras circulares com insertos de metal duro, este fabricante de ferramentas também produz, desde 2015, ferramentas de corte diamantadas, as quais constituem, entretanto, um terço do volume de negócios. Com a ampliação do portfólio, a Aiguisatek conseguiu ganhar novos clientes além das fronteiras de sua região, de Quebec a Ontário, e registra desde então um crescimento anual de cerca de 25 por cento.

"O fabricante de ferramentas Aiguisatek não só reforça a importância do mercado canadense e norte-americano para a VOLLMER, como também comprova as vantagens da automatização de afiadoras – e o faz independentemente da pandemia de COVID-19", afirma Jürgen Hauger, diretor do Grupo VOLLMER. "Por isso, promovemos constantemente a automatização e digitalização de nossas afiadoras para uma produção de ferramentas mais eficaz e, neste contexto, consolidamos sustentavelmente nossa posição de líderes tecnológicos no mercado."

O seu contato

Tem questões sobre a VOLLMER? Deseja mais informações sobre os nossos produtos ou uma oferta individual? Basta nos telefonar!
EndereçoVOLLMER DO BRASIL
Ind. de Máquinas Ltda.
Rua Padre Estanislau Trzebiatowski 69
81750-390 Curitiba - Paraná